CANDIDATURAS

Portugal é o 3º país da UE com mais trabalhadores temporários

Segundo dados divulgados pela Pordata, na última semana, Portugal é o terceiro país da União Europeia com maior percentagem de trabalhadores a exercerem funções em regime de contrato temporário. Ao todo 17% do total da população empregada possuía um contrato temporário em 2021. O número representa uma tendência crescente a nível europeu.

Quem encontra-se à frente da tabela são os Países Baixos, registando 27,4% da população com contratos temporários, seguidos pela Espanha com 25,2%. Já os países que menos recorrem a modalidade são: Bulgária (3,4%), Estónia (2,8%), Roménia (2,4%), Lituânia (1,9%) e Estónia (1,7%). A média dos países da UE ronda os 14%.

Diferente do que acontece num modelo de trabalho normal, no qual o trabalhador celebra um contato direto com a empresa em que irá exercer funções, no contrato temporário, o trabalhador é contratado por uma empresa especializada e licenciada neste modelo. O regime tem como objetivo atender a necessidades de substituição transitória de pessoal permanente ou à necessidade complementar de serviços.

Se procura um novo emprego ou está numa fase de reavaliar a sua carreira profissional, o trabalho temporário pode ser uma opção bastante interessante para si. Conheça alguns benefícios:

– Maior disponibilidade de oferta;

– Networking: conhecer novas pessoas pode ser a chave para uma carreira de sucesso;

– Oportunidade para adquirir experiência e enriquecer competências nas mais diversas áreas;

– Possibilidade de variar nas funções e desenvolver novas habilidades;

– Formações gratuitas;

– Possibilidade de integrar os quadros das empresas.