Notícias

SW IMAGES (10)

O teletrabalho em Portugal veio para ficar?

Março 15, 2022

O teletrabalho em Portugal veio para ficar?

Massificado pela pandemia de COVID-19, o teletrabalho, em Portugal, é uma realidade que ainda fica aquém das expetativas de muitos trabalhadores. Há quem prefira um regime presencial, um regime híbrido ou cem por cento remoto. Estamos certos que, no futuro, ganhará quem prefere o híbrido. 

Novas formas de comunicação, planeamento e trabalho em equipa, flexibilidade de horários, inovação no recrutamento e seleção e respetiva integração de novos colaboradores, são algumas dinâmicas que o teletrabalho em Portugal trouxe. Em todas elas, as novas tecnologias afirmaram-se e demonstraram que vieram para ficar.

A par disso, o teletrabalho em Portugal também exige pessoas mais resilientes, autónomas e com sentido crítico. A inteligência emocional revela-se cada vez mais essencial e imperativa.

 

Vantagens do teletrabalho em Portugal

Um dos principais argumentos apontados pelos adeptos do teletrabalho é a qualidade de vida que ganham. Há mais tempo e disposição para atividades pós-laborais e mais tempo para aproveitar os momentos em família e com amigos. Flexibilidade geográfica, aumento dos níveis de concentração e diminuição de gastos de deslocação, são outras vantagens deste tipo de regime.

Não nos esqueçamos das vantagens para as empresas, que também vêem as suas despesas variáveis a diminuir: há menos gastos com eletricidade, água e materiais de escritório. Eventualmente, as empresas também poderão avaliar se é realmente necessário um espaço físico ou até mesmo se é possível mudarem-se para um mais pequeno, que implique menos custos.

Desvantagens do teletrabalho

Mas nem tudo é um mar de rosas e o teletrabalho também pode acarretar algumas desvantagens, como a necessidade de haver maiores esforços para fortalecer laços entre equipas, a dificuldade na separação da vida profissional da pessoal ou até mesmo a falta de disciplina.

Assim, acreditamos que o futuro do teletrabalho será a inclusão do mesmo num regime híbrido, que compila o melhor dos dois regimes (presencial e remoto). Empresas como a SONAE, L’oreal, El corte Inglês e a EDP adotaram regimes híbridos e viram não só os seus níveis de produtividade a aumentar, como também os níveis de satisfação e motivação dos colaboradores.

Estamos atentos à evolução do mercado e a todas as mudanças, para que todos os nossos candidatos e recrutadores fiquem satisfeitos e possam ver na SW um parceiro de confiança.